CIPE se despede do Dr. Primo Curti

agosto 13, 2012

Dr.
Dr. Primo Curti (no centro), ladeado pelos Drs. Plínio Nogueira e José Roberto Baratella.

Foi com grande pesar que a CIPE recebeu a notícia do falecimento do Dr. Primo Curti, aos 93 anos, ocorrido no dia 26 de julho, em São Paulo (SP), em decorrência de um enfarto.

Foi um dos pioneiros a se aprofundar na especialidade no Brasil. Juntamente com o Dr. Virgílio Alves de Carvalho Pinto, buscou cursos e estágios no exterior, em Boston (EUA), para adquirir conhecimentos específicos, já que nessa época a Cirurgia Pediátrica era geralmente exercida por cirurgiões gerais e não havia cursos nesse campo em escolas brasileiras de medicina. Também foi o autor do primeiro livro a abordar a especialidade no Brasil, publicado em 1972.

Formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP), ele se dedicou à área acadêmica da instituição, alcançando a livre-docência, além de ter trabalhado por cerca de 40 anos no Hospital das Clínicas, de onde foi superintendente de 1979 a 1983. Também atuou em prontos-socorros e dirigiu hospitais municipais antes de se aposentar.

O Dr. Curti, decano da CIPE, foi homenageado pela instituição em 2010, na primeira reunião do Projeto Memória (foto), pelo papel por ele desempenhado na história da Cirurgia Pediátrica e da sua associação nacional.

A CIPE externa aqui – a familiares, amigos e a todos os que tiveram o prazer de conhecer o Dr. Curti – sua tristeza pela morte do homem e do médico que foi, humilde, ético, capaz e muito dedicado a seus pacientes, que lutou para que a Cirurgia Pediátrica se tornasse a especialidade reconhecida que é hoje. Nunca teve consultório próprio e afirmava que salvar uma vida não tinha preço.