Associação Médica Brasileira World Federation of Associations of Pediatric Surgeons Asociación Iberoamericana de Cirugía Pediátrica

Hapvida achaca cirurgiões pediátricos no Piauí

Em solidariedade cirurgiões pediátricos do Piauí, a CIPE vem a público denunciar a Hapvida Saúde por tentar coagir esses profissionais a aceitar jornada de trabalho e remuneração, no mínimo, aviltantes.

De acordo com cirurgiões pediátricos que atuam no estado e pediram, conjuntamente, seu desligamento como prestadores de serviços da Hapvida Saúde, um dos inúmeros motivos que os levaram a tomar tal atitude foi uma proposta de remuneração que “chega a ser humilhante”: “Nos ofereceram, como proposta máxima e inegociável, R$ 230,00 por jornada de 12 horas de trabalho, incluídas todas as urgências e todas as cirurgias eletivas. Ou seja, pagam esse valor, sem produtividade, pelos procedimentos eletivos e de urgência, sem as consultas eletivas e de urgência correspondentes.”

Como forma de pressão, essa empresa, que atua especialmente no Norte de Nordeste do país, foi além, determinando que, caso esses descontentes não aceitem a proposta, trará substitutos de São Paulo.

Conforme declara o presidente da CIPE, Dr. João Vicente Bassols, a atitude dessa operadora de planos de saúde é, no mínimo, descabida e abusiva: “Seus proprietários parecem desconhecer os anos de formação e o grau de especialização necessários para que um médico se torne cirurgião pediátrico e que o valor oferecido por jornada de trabalho é irrisório, indecente mesmo, especialmente por não considerar as especificidades da atividade cirúrgica, com destaque para a que trata de neonatos, crianças e até mesmo adolescentes.”

O Dr. Bassols acredita na união e na solidariedade dos cirurgiões pediátricos brasileiros com relação aos colegas do Piauí: “Conclamo a todos a não se deixarem desrespeitar aceitando propostas imorais como essa, da Hapvida, e a prestarem solidariedade aos colegas, na medida do possível, também pressionando a empresa a oferecer nova proposta, com condições razoáveis.”